Pós-Graduação no Canadá

pós graduação no canadá

Embora o Canadá seja o destino mais frequente de brasileiros interessados em fazer intercambio no exterior, a maioria dos alunos procura o país para aprender inglês e francês. Visando mudar essa rotina, cada vez mais acordos são firmados e programas criados para facilitar a ida de pós-graduandos brasileiros para o Canadá.

Antes de partir

Alunos interessados em fazer uma parte ou toda sua pós-graduação no Canadá devem, antes de tudo, ser aceito por uma das universidades do Canadá. O contato pode ser feito diretamente com a universidade ou por meio dos programas de incentivo de intercambio existentes entre os dois países. O Canadá exige visto para os cidadãos brasileiros viajarem para seu país, independente se a visita é temporária, para estudo, trabalho ou turismo.

Alunos que desejam fazer parte da pós-graduação no Canadá e permanecer apenas seis meses no país devem requerer um visto de Residente Temporário. A taxa é de R$150 para vistos que dão direito a uma entrada no país e R$229 para vistos que dão direito a múltiplas entradas. Estudantes que permanecerão mais de seis meses no Canadá devem requerer uma Permissão de Estudo, a taxa é de R$240 não reembolsáveis para vistos negados. 

Os estudantes que forem com a permissão de estudo são autorizados a trabalharem no campus da universidade no qual esteja matriculado como estudante em tempo integral. Se pretende trabalhar fora do campus, o país exige que o estudante tenha uma permissão de trabalho. O pedido de permissão de trabalho somente poderá ser efetuado em território canadense.

Os programas

Além dos acordos entre universidades brasileiras e canadenses, são mais de 75 acordos de parceria, colaboração e bolsas de estudo entre universidades do Canadá e instituições brasileiras, existem outros quatro programas de pós-graduação no Canadá: Programa CAPES-DFAIT: Projetos Conjuntos de Pesquisa, Programa Futuros Líderes nas Américas, Programa Vanier de Bolsas de Doutorado no Canadá e Bolsa Banting de Pós-Doutorado.

O Programa CAPES-DFAIT são projetos conjuntos entre a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e o Ministério das Relações Exteriores e de Comércio Internacional do Canadá (DFAIT) de pesquisas que visam intensificar a produção e formação de profissionais em áreas como governança democrática, segurança, prosperidade, ciência e tecnologia. Os pesquisadores e doutorandos selecionados pelo programa podem receber uma bolsa de até 10 mil dólares canadenses para estudar no Canadá na modalidade doutorado-sanduíche.

O Programa Futuros Líderes nas Américas oferece bolsas de estudo que duram de quatro a seis meses para mestrandos e doutorandos estudarem em universidades canadenses. Os candidatos selecionados pelo programa podem receber uma bolsa que varia de 7.500 a 10 mil dólares canadenses. O Vanier de Bolsas de Doutorado no Canadá contempla estudantes das áreas de ciências sociais e humanas, ciências naturais, engenharia e saúde por meio de bolsa de estudo para realização de doutorado no Canadá, por um período de até três anos. O valor da bolsa pode chegar a 50 mil dólares canadenses por ano.

O Bolsa Banting de Pós-Doutorado oferece bolsa de até 70 mil dólares canadenses por ano para pesquisadores brasileiros estudarem em universidades e institutos de pesquisa do Canadá por até dois anos. O Programa Ciência sem Fronteiras visa direcionar cerca de 12 mil das mais de 75 mil bolsas de estudo de pós-graduandos brasileiros para as universidades do Canadá. As bolsas são fornecidas por meio das parceiras do programa no país: o CALDO (Consórcio das Universidades de Alberta, Laval, Dalhouise e Ottawa) e o CBIE (Canadian Bureau for International Education). O CBIE disponibilizará bolsas a partir de setembro de 2012. 


Comentários