Pós-Graduação na Argentina

pós graduação na argentina

Uma pós-graduação no exterior é o desejo de muitos estudantes que pretendem seguir carreira acadêmica e atualmente o destino de alguns deles fica bem mais próximo do que o Velho Continente. Os cursos de medicina deixaram de ser o único atrativo das universidades da Argentina e estudantes de várias áreas do conhecimento partem para uma pós-graduação na Argentina.

O primeiro passo é escolher a instituição de ensino superior e o curso. O sistema universitário argentino é formado por universidades nacionais, de propriedade estatal, universidades privadas e institutos universitários nacionais e privados, onde a oferta acadêmica se concentra em uma única área disciplinar.

A principal referência é a Universidade de Buenos Aires (UBA), que possui onze cursos de pós-graduação (em espanhol é posgrado), sendo oito mestrados, na área de biologia, zootecnia e agronomia. Após a escolha do curso, o candidato teve entrar em contato com a faculdade que oferta o programa a fim de se informar sobre os processos de seleção.

A UBA  possui doutorados em Direito Civil. Direito Penal e Direito do Trabalho que aceitam estudantes brasileiros (veja aqui). Os cursos são ministrados nos meses de janeiro, abril, julho e setembro, em três módulos de duas semanas cada um, com regulamentação e características idênticas a todos os outros cursos do doutorado. As vagas são limitadas e há um rígido processo de seleção para integrar as turmas. O preço é de U$S 1.600 para cada módulo.

Para cursos de pequena duração, como os programas de especialização, o estudante não precisa de visto. Para programas mais longos, o pós-graduando deve requerer um visto de estudante com duração de um ano e possibilidade de renovação. A documentação deverá ser entregue na embaixada argentina no Brasil juntamente com o passaporte. O aluno precisa de um Certificado de Aluno Regular, emitido pela instituição argentina, e ficha médica, fornecida pela embaixada.

Algumas universidades oferecem quartos ou residências. As universidades que não oferecem alojamento para estudantes estrangeiros possuem listas com residências e sugestões de hospedagem. O custo de vida na Argentina não é caro, porém grande parte das universidades, mesmo as estatais, não oferece cursos de pós-graduação gratuitos.

Embora a Capes não reconheça os cursos de pós-graduação argentinos, o estudante deverá requerer a equivalência em uma instituição de ensino superior brasileira. A qualidade dos programas é excelente, além de incrementar o currículo, ajuda a aperfeiçoar o espanhol.

Confira também a página sobre Pós-Graduação no Paraguai.


Comentários