Fundação Estudar

fundação estudar

A Fundação Estudar foi criada em 1991 com o objetivo de possibilitar que estudantes brasileiros tenham acesso a uma formação superior de qualidade. Sem fins lucrativos, a Fundação Estudar oferece bolsas de estudo para cursos de graduação e programas de pós-graduação no Brasil e no exterior.

Para se candidatar a uma bolsa de estudo em pós-graduação, o candidato deve estar cursando ou ter sido aceito em uma instituição de ensino superior de alto nível, no Brasil ou no exterior, e estar na faixa etária entre 15 e 34 anos de idade. A Fundação Estudar oferece, anualmente, uma média de 35 bolsas de pós-graduação. A seleção é feita mediante inscrição no site da entidade no valor de R$50.

O candidato passará por um criterioso processo de seleção que consta de análise de documentação, teste online de Raciocínio Lógico e Língua Portuguesa, dinâmica de grupo e duas entrevistas presenciais com a banca examinadora. As bolsas oferecidas pelo programa variam de acordo com o perfil do candidato selecionado e o local do curso escolhido.

O valor das bolsas pode cobrir tanto mensalidades ou anuidades dos cursos como despesas de manutenção (moradia, transporte, alimentação e livros) e podem ser ofertadas durante todo o curso do estudante. No nível de pós-graduação, as bolsas são ofertadas para mais de 170 universidades espelhadas por todo o mundo.

O estudante pode escolher, para o programa de pós-graduação, cursos nas áreas de Administração (MBA), Administração Pública (MPP/MPA), Ciência da Computação, Ciências Contábeis, Ciências Políticas, Ciências Sociais, Comércio Exterior, Direito (LL.M), Economia, Engenharias, Estatística, FísicaLogística Empresarial, Marketing, Matemática, Química, Relações Internacionais e Sistemas de Informação.

Países com cursos e universidades apoiadas:

Alemanha, Coréia do Sul, França, Israel, Rússia, Austrália, Dinamarca, Holanda, Japão, Singapura, Bélgica, Espanha, Hong Kong, Noruega, Suécia, Canadá, Estados Unidos, Índia, Nova Zelândia, Suíça, China, Finlândia, Irlanda, Reino Unido e Twain.

Mais informações no portal da Fundação Estudar.


Comentários