Fies em cursos de pós-graduação

fies na pós-graduação
 
A qualificação profissional tem sido uma das maiores exigências do mercado atual, as empresas querem profissionais completos e para os interessados no crescimento em sua área de atuação a pós-graduação é essencial.
 
Com a ampliação na busca por programas de pós-graduação stricto sensu no Brasil, o Ministério da Educação (MEC) tem uma meta no Plano Nacional de Educação (PNE) para conceder financiamentos em cursos de Mestrado e Doutorado através do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).
 
Para se tornar um benificiário do Fies as regras serão semelhantes às da graduação: os estudantes devem estar regularmente matriculados em instituições de ensino não gratuitas cadastradas no programa, em cursos com avaliação positiva. O financiamento é parcial ou integral e o início do pagamento do empréstimo pode ser feito um ano e meio após a formatura. A taxa efetiva de juros do FIES é de 3,4% ao ano para todos os cursos. O Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal são os atuais Agentes Financeiros do Programa.
 
Todas as operações de adesão das instituições de ensino, como de inscrição dos estudantes, são realizadas pela internet, o que traz comodidade e facilidade para os participantes, assim como garante a confiabilidade de todo o processo. (Veja aqui
 
O crédito valerá para cursos de mestrado e doutorado avaliados com nota igual ou superior a 3 (o máximo é 7) pela Capes. Segundo o MEC, 31,6 mil alunos matriculados em mais de 600 programas de pós-graduação stricto sensu podem ser beneficiados em 170 instituições privadas brasileiras.
 
Especialização
 
O Fies não atenderá cursos de pós-graduação lato sensu, como especialização e MBA, nem cursos de ensino a distância. Segundo o MEC, alunos já contemplados com bolsas da Capes pelo Programa de Suporte à Pós-Graduação de Instituições de Ensino Particulares (Prosup) não poderão solicitar o financiamento.
 
Desde 2010, quando o Fies mudou regras de contratação e baixou os juros para alunos de graduação, são mais de 1,5 milhão de financiamentos. Com essa meta no PNE é possível esperar uma melhora no setor de pós-graduação e na qualificação de mercado, também podemos esperar avanços no campo das pesquisas para os interessados em desenvolver-se em sua área.
Mais informações ou dúvidas aqui.
 
Ingrid Martins

Comentários

Destaques