Diferença entre Tese e Dissertação

dissertação

Em semelhança, a Dissertação e a Tese são trabalhos resultantes da pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado, respectivamente) e ambas devem seguir as normas da ABNT. 

Nos dois tipos de trabalho precisam constar elementos pré-textuais (capa, folha de rosto, folha de aprovação, resumo, abstract, sumário, entre outros), elementos textuais (introdução, desenvolvimento e conclusão) e os elementos pós-textuais (referências, apêndice e anexo). Os trabalhos devem ser defendidos frente a uma banca examinadora, composta pelo orientador e por outros doutores.

A Dissertação é o texto reflexivo-teórico produzido para a obtenção do título acadêmico de mestre. Não é necessário que o tema e os métodos apresentados sejam inéditos. Na dissertação, o mestrando deve expressar a amplitude do seu conhecimento bibliográfico sobre o assunto.

Por outro lado, para que o texto não fique preso somente às referências, é recomendável que ele faça pesquisas qualitativas ou quantitativas (exploratória, descritiva, causal, estudo de caso, estudo de campo, levantamento amostral, etc) para que a argumentação seja melhor embasada. O número de páginas exigido varia por instituição e por área.

A Tese, por sua vez, deve ser uma novidade. Tem por objetivo a obtenção do título acadêmico de doutor e precisa ser uma contribuição inédita para a sociedade e o conhecimento. O doutorando deve se debruçar sobre um tema delimitado, mostrar uma ideia original e defendê-la, propor um método, demonstrar uma descoberta e chegar a uma conclusão provinda de pesquisa e trabalho científicos.

O número de páginas mínimo, para as teses de doutorado, varia entre instituições e áreas. Apesar dessa variação, as teses contêm mais páginas que as dissertações. Isso ocorre mais por fatores ligados ao conteúdo, do que por regras fixadas.

Para consultar dissertações e teses, clique aqui.

Por: Jessika Morais


Comentários