Farmácia


farmácia

O Brasil possui vários programas e cursos de pós-graduação em Farmácia, como em Ciências Farmacêuticas, Assistência Farmacêutica, Biociências Aplicadas à Farmácia, Nanotecnologia Farmacêutica, entre outros. Segundo a Capes, o melhor programa de pós-graduação em Farmácia é o da Universidade de São Paulo (USP), que se divide em três áreas de concentração: Bases Fisiopatológicas (Morfológica, Molecular e Genética das Doenças); Desenvolvimento de Tecnologia Aplicada ao Diagnóstico Laboratorial; Marcadores Epidemiológicos e de Diagnóstico. O programa é o primeiro da área da Farmácia no Brasil e é classificado como de referência internacional. No caso do programa da USP, por exemplo, os pós-graduandos podem aproveitar de experiências no exterior.

Segundo a atual coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Farmácia da USP, Dra. Primavera Borelli, os pós-graduandos em cursos da área devem ter capacidade de liderança, criatividade, responsabilidade, capacidade de trabalhar em equipe e perseverança para atingir seus objetivos.  Em relação às pesquisas, a coordenadora relata que os cursos de pós-graduação têm abordado como tema os novos alvos terapêuticos para doenças cardiovasculares e para câncer, desenvolvimento de vacinas para malária, estudo de doenças infectocontagiosas, bem como desenvolvimento de novas metodologias diagnósticas.

Os cursos de doutorado e mestrado em Farmácia têm como objetivo principal a formação e a qualificação de recursos humanos para a docência e a pesquisa e inserção em empresas públicas e privadas das áreas de Ciências Biológicas e Saúde, incluindo uma interface tecnológica e biotecnológica. “Os pós-graduados em Farmácia podem atuar nas áreas de desenvolvimento de material diagnóstico, ensaios de novos medicamentos/cosméticos, área de pesquisa clínica, empresas de biotecnologia, só para citar algumas” – afirma a professora Primavera Borelli.

Mais

O Programa de Pós-Graduação em Farmácia da USP foi pioneiro no país. O programa é referência nacional e um dos mais bem conceituados na avaliação CAPES, tendo recebido a nota máxima-7, constituindo-se no único Programa da área da Farmácia a ter essa nota. Historicamente, este Programa teve papel fundamental na qualificação de docentes da área de Análises Clínicas, especialmente das IES federais e estaduais, e atualmente, também das IES particulares. Os professores continuam em processo de atualização: 82% dos docentes do quadro permanente tem pós-doutoramento no Brasil e/ou no exterior. Dos docentes permanentes do Programa, 71% são pesquisadores do CNPq, dos quais 41% estão no nível 1.

Veja cursos desta área em sua região

Sudeste MG RJ SP

Sul PR RS SC

Centro-Oeste GO MS

Norte PA

Nordeste AL BA CE PE RN

Sul RS

Sudeste ES MG RJ SP

Sul PR RS SC

Centro-Oeste DF GO MS

Norte AP AM PA

Nordeste AL BA CE PB PE PI RN SE

Sudeste MG RJ SP

Sul PR RS SC

Centro-Oeste DF GO

Nordeste CE PB PE RN